Chimpanzé

Nome científico
Pan troglodytes

Reino: Animalia
Subreino: Eumetazoa
Superfilo: Deuterostomia
Filo: Chordata
Subfilo: Vertebrata
Infrafilo: Gnathostomata
Superclasse: Tetrapoda
Classe: Mammalia
Subclasse: Theria
Infraclasse: Placentalia
Ordem: Primates
Subordem: Haplorrhini
Infraordem: Simiiformes
Parvordem: Catarrhini
Superfamília: Hominoidea
Família: Hominidae
Subfamília: Homininae
Tribo: Hominini
Subtribo: Panina
Género: Pan

Outros nomes:
Chimpanzé-comum
Chimpanzé-robusto
Common chimpanzee (Inglês)
Robust chimpanzee (Inglês)
Chimpancé común (Castelhano)

Distribuição geográfica:
Os chimpanzés podem ser encontrados numa vasta área da África Central e Ocidental, desde a Nigéria, a Norte, até ao território de Angola, a Sul e a Oriente podem ser encontrados até à Tanzânia e ao Quénia. Floresta, árvores e água são factores importantes para haver comunidades de chimpanzés. Contudo, existem alguns grupos destes animais a viver acima dos 2000 metros de altitude onde, apesar de não haver árvores, os chimpanzés adaptaram-se às condições e habitam grutas na rocha.

Estes animais vivem em grupos que podem ser pequenos, com 5 ou 6 animais, ou bastante numerosos, com cerca de 100 animais.

Na sociedade dos chimpanzés existe um escalonamento hierárquico bem definido. Se algum elemento do grupo o desrespeitar, fica sujeito às sanções que o macho dominante do grupo entender, que podem ir desde uma simples repreensão, até à violência física, ou mesmo ao afastamento do grupo.

Os chimpanzés não têm todos os mesmos hábitos, cada grupo, dependendo do tipo de alimento que encontra na sua região, desenvolve as suas ferramentas, para quebrar cascas se houver muitos frutos, escavar a terra se tiver de procurar raízes, ou mesmo fazer palhinhas para tirar as formigas dos formigueiros.

Alimentação:
Os chimpanzés são omnívoros. A base da sua dieta são as frutas silvestres, que escolhe habilmente evitando as que lhe fazem mal, mas come também folhas, raízes, algumas flores, pequenos répteis, aves, larvas e formigas.

Estado de conservação:
Em Risco (IUCN 2008). Apesar do vasto território que ocupam, estes animais têm sido dizimados pelos humanos com a caça ilegal, quer para alimentação, quer para fazer amuletos para a medicina tradicional. Muitos são ainda capturados para serem usados nos circos ou noutros espectáculos afins, ou mesmo para serem criados como animais de companhia.

As guerras, que sistematicamente assolam esta região, têm vitimado muitos animais e deixado muitos órfãos. Por outro lado, o stress que estas situações provocam nas fêmeas tem reduzido muito a natalidade nessas zonas.
Actualmente, existem cerca de 150.000 chimpanzés a viver em liberdade.

Gestação e maturidade sexual:
Os chimpanzés atingem a maturidade sexual por volta dos 8/10 anos. A gestação dura, em média, cerca de 230 dias, findos os quais nasce, normalmente, apenas uma cria. Por vezes, como acontece com os humanos, existem partos de gémeos.

As crias deixam de mamar por volta dos 3 anos de idade mas, também como os humanos, vivem com a mãe até atingirem a maturidade sexual, altura em que se tornam verdadeiramente independentes. Durante este período de tempo cuidam e protegem os irmãos, se a mãe deixar, o que nem sempre acontece.

Tamanho:
Um chimpanzé adulto, de pé, pode atingir 1,60m e pesar 70 kg.

Longevidade:
Os chimpanzés podem atingir os 60 anos, em cativeiro, sendo que, em liberdade, a sua esperança de vida é um pouco mais baixa.Reino: Animalia
Subreino: Eumetazoa
Superfilo: Deuterostomia
Filo: Chordata
Subfilo: Vertebrata
Infrafilo: Gnathostomata
Superclasse: Tetrapoda
Classe: Mammalia
Subclasse: Theria
Infraclasse: Placentalia
Ordem: Primates
Subordem: Haplorrhini
Infraordem: Simiiformes
Parvordem: Catarrhini
Superfamília: Hominoidea
Família: Hominidae
Subfamília: Homininae
Tribo: Hominini
Subtribo: Panina
Género: Pan

Outros nomes:
Chimpanzé-comum
Chimpanzé-robusto
Common chimpanzee (Inglês)
Robust chimpanzee (Inglês)
Chimpancé común (Castelhano)

Distribuição geográfica:
Os chimpanzés podem ser encontrados numa vasta área da África Central e Ocidental, desde a Nigéria, a Norte, até ao território de Angola, a Sul e a Oriente podem ser encontrados até à Tanzânia e ao Quénia. Floresta, árvores e água são factores importantes para haver comunidades de chimpanzés. Contudo, existem alguns grupos destes animais a viver acima dos 2000 metros de altitude onde, apesar de não haver árvores, os chimpanzés adaptaram-se às condições e habitam grutas na rocha.

Estes animais vivem em grupos que podem ser pequenos, com 5 ou 6 animais, ou bastante numerosos, com cerca de 100 animais.

Na sociedade dos chimpanzés existe um escalonamento hierárquico bem definido. Se algum elemento do grupo o desrespeitar, fica sujeito às sanções que o macho dominante do grupo entender, que podem ir desde uma simples repreensão, até à violência física, ou mesmo ao afastamento do grupo.

Os chimpanzés não têm todos os mesmos hábitos, cada grupo, dependendo do tipo de alimento que encontra na sua região, desenvolve as suas ferramentas, para quebrar cascas se houver muitos frutos, escavar a terra se tiver de procurar raízes, ou mesmo fazer palhinhas para tirar as formigas dos formigueiros.

Alimentação:
Os chimpanzés são omnívoros. A base da sua dieta são as frutas silvestres, que escolhe habilmente evitando as que lhe fazem mal, mas come também folhas, raízes, algumas flores, pequenos répteis, aves, larvas e formigas.

Estado de conservação:
Em Risco (IUCN 2008). Apesar do vasto território que ocupam, estes animais têm sido dizimados pelos humanos com a caça ilegal, quer para alimentação, quer para fazer amuletos para a medicina tradicional. Muitos são ainda capturados para serem usados nos circos ou noutros espectáculos afins, ou mesmo para serem criados como animais de companhia.

As guerras, que sistematicamente assolam esta região, têm vitimado muitos animais e deixado muitos órfãos. Por outro lado, o stress que estas situações provocam nas fêmeas tem reduzido muito a natalidade nessas zonas.
Actualmente, existem cerca de 150.000 chimpanzés a viver em liberdade.

Gestação e maturidade sexual:
Os chimpanzés atingem a maturidade sexual por volta dos 8/10 anos. A gestação dura, em média, cerca de 230 dias, findos os quais nasce, normalmente, apenas uma cria. Por vezes, como acontece com os humanos, existem partos de gémeos.

As crias deixam de mamar por volta dos 3 anos de idade mas, também como os humanos, vivem com a mãe até atingirem a maturidade sexual, altura em que se tornam verdadeiramente independentes. Durante este período de tempo cuidam e protegem os irmãos, se a mãe deixar, o que nem sempre acontece.

Tamanho:
Um chimpanzé adulto, de pé, pode atingir 1,60m e pesar 70 kg.

Longevidade:
Os chimpanzés podem atingir os 60 anos, em cativeiro, sendo que, em liberdade, a sua esperança de vida é um pouco mais baixa.

Primatas
Notícias (3)
Menu
Versão completa (HTML)