Estados Unidos

Estudo americano realça importância de chips em cães e gatos


2009-11-04

Um estudo realizado por uma universidade americana realça a importância dos chips nos animais de companhia, quando estes se perdem, mostrando como a colocação destes dispositivos tem permitido aumentar exponencialmente o número de animais que retornam às suas casas.

O estudo foi realizado por uma equipa liderada por Linda Lord, professora de medicina veterinária da Ohio State University, e foi recentemente publicado no Journal of the American Veterinary Medical Association.

De acordo com os resultados obtidos, o número de gatos que regressam a casa aumentou cerca de 20 vezes. Já em relação aos cães, o número de retornos cresceu cerca de duas vezes e meia, relativamente aos números anteriores.

Estes dados são obtidos em abrigos que fazem a recolha de animais em 23 estados e em 53 instituições. A comparação é feita com dados anteriores, onde a referência era o número de telefone e a morada do proprietário na coleira dos animais.

Nos Estados Unidos ainda não é muito frequente os animais terem microchip, mas os números demonstram o sucesso que este tipo de aparelho pode ter na procura dos donos pelos animais de companhia, quando estes se perdem.

Mesmo assim, este estudo demonstrou algumas lacunas, já que parte significativa dos animais identificados - cerca de 10% - não pôde ser entregue aos donos, por os números de telefone estarem errados, ou porque os donos mudaram de número e essa alteração não foi comunicada aos serviços de registo.

As 53 instituições que colaboram com este estudo fazem, por protocolo, um varrimento de chip a todos os animais que acolhem e, nos animais identificados, mais de 70% dos donos pretendiam ter os seus animais de volta.

Este estudo decorreu entre Agosto de 2007 e Março de 2008 e envolveu 7704 animais aos quais foram implantados chips e que foram parar a algum destes abrigos.

Outro factor a ter em conta, segundo o estudo, é a dificuldade em identificar os chips em alguns animais. Se é verdade que mais de 87% dos casos foi de imediato possível identificar o chip aquando da recepção dos animais, cerca de 10% só foram descobertos na consulta veterinária a que todos os animais são sujeitos quando chegam aos abrigos, e cerca de 2,5 % numa última tentativa de identificar um chip quando os animais já iam para abate, por ninguém os reclamar ou não terem sido adoptados. Como esta dificuldade pode ser dos aparelhos de scanner das instituições envolvidas, depois de terem sido recolhidos os dados foi aconselhado às instituições envolvidas que rastreassem os animais várias vezes, na tentativa de aumentar o número de animais identificados.

Foi também solicitado aos veterinários que, nas consultas anuais aos animais que observam, façam sempre um varrimento ao chip para aferir os dados do animal e confirmá-los com o respectivo dono, e para alertarem os donos para a necessidade de fazerem a alterações dos dados sempre que mudem de casa ou de telefone.

Em resultado do estudo, foi também criada uma base de dados nacional para todos os animais com chip, para permitir um mais fácil acesso aos dados do dono sempre que algum animal seja encontrado.

Apesar de o número de animais identificados com chip estar a aumentar nos Estados Unidos, a verdade é que só 1,8 % dos animais que entraram nos abrigos usava este sistema de identificação. Estima-se que só cerca de 5 % de animais de companhia nos Estados Unidos, entre cães, gatos e cavalos, estarão identificados com chip.

Numa tentativa de aumentar o número de animais identificados com chip, muitas das entidades que colaboraram com este estudo instalam-nos gratuitamente nos animais que vão ser dados para adopção, quando estes encontram uma família que os acolha.


Notícias
2014-10-19 Estados Unidos
Nos Estados Unidos, um museu situado em St. Louis, no Missouri, permite que os cães visitem livremente a exposição. Afinal, aquele espaço é dedicado a eles e, sem os cães que ajudaram a construir a história do mundo, o museu não existiria e muita dessa história ficaria por contar.
Filtros: Cães
2014-10-19 Portugal
O Oceanário de Lisboa convida professores e educadores a conhecerem a sua nova proposta educativa na 11ª edição do Dia Aberto ao Professor, que se realizará no próximo dia 25 de outubro. A programação deste ano letivo destina-se a promover a descoberta do mundo marinho e a confiança de que crianças, jovens e adultos necessitam para acreditar que de facto é possível fazer a diferença nos oceanos de hoje e do futuro.
2014-10-19 Portugal
No passado dia 8 de Outubro, no encerramento da 5ª edição do Vetbizz - Encontro Anual de Gestão Veterinária, Luís Montenegro, director clinico do Hospital Veterinário Montenegro (HVM), foi distinguido pelos Prémios Veterinária Atual como Veterinário do Ano para os animais de companhia, na categoria de Pequenos Animais.
2014-10-12 Grécia
Não foi um cão bafejado pela sorte. Não tinha raça definida, nem teve uma família de acolhimento durante parte da sua vida. Da parte de um grupo de cidadãos gregos, recebeu o nome de Loukanikos (que em grego significa salsicha) quando, em 2010, estava sempre na linha da frente das manifestações que tiveram lugar em Atenas, e morreu na cidade que o viu nascer sem agitações nem rebeliões populares, ficando conhecido como o cão «Indignado».
Filtros: Cães
2014-10-12 Rússia
Quatro crias de gato-leopardo-de-Amur, ou gatos-selvagens-do-oriente, e respectiva mãe foram filmados na natureza na região onde vivem, na Rússia. É a primeira vez que tal acontece pois esta espécie, que se encontra em vias extinção, é dificil de encontrar por deixar muito poucas pistas da sua passagem e evitarem os humanos a todo o custo, ao contrário dos seus primos de maior dimensão, os leopardos-de-Amur.
2014-10-06 Estados Unidos
Um californiano residente na cidade de São Francisco disfarçou de forma pouco criativa o seu Dogue de Bordéus de leão apenas para assustar os vizinhos, o que de alguma forma conseguiu, já que visto de longe o cão parece de facto um leão, mas de frente e com um olhar terno de canino não consegue enganar nenhum observador mais atento.
Filtros: Cães
2014-10-02 Global
A perda de animais selvagens na natureza foi mais acelerada do que aquilo que as organizações e governos de todo o planeta pensavam, tendo-se atingido em 2010 uma redução tal que neste ano o número de animais que habitavam o planeta se situava em 52 % do número de animais existentes em 1970.
2014-10-01 Portugal
Entra hoje em vigor a lei que criminaliza os maus tratos a animais, incluindo o abandono destes. A lei que foi publicada no Diário da República em 29 de Agosto vem agora definir as penas de prisão ou coimas às pessoas que, de alguma forma, inflijam sofrimento aos animais em geral e aos donos de animais de companhia em particular.
Filtros: Cães
2014-09-28 Portugal
Com o intuito de proteger os rebanhos e os lobos-ibéricos, diminuindo os conflitos entre os criadores de gado e os animais selvagens, vai começar a ser implantado no terreno o projeto «Life MedWolf – Boas Práticas para a conservação do lobo em regiões Mediterrânicas».
Filtros: Cães
2014-09-20 Portugal
No âmbito do programa Europeu de Reprodução de Espécies Ameaçadas (EEP), o Jardim Zoológico enviou um Hipopótamo-pigmeu, para o Zoo de Turim. Nascido no Jardim Zoológico em 2011, o hipopótamo José Maria está quase a atingir a maturidade sexual, pelo que este é o momento indicado para iniciar uma nova etapa.


Truques & Dicas
Publicidade



Galeria fotográfica

Classificados
Belo Horizonte, Brasil
Dog City Clínica Veterinária
belo horizonte, Brasil
Pousada Animal - Hotelzinho e

Animais * Clix
Contacto
Login
Privacy policy