Estados Unidos

Estudo americano realça importância de chips em cães e gatos


2009-11-04

Um estudo realizado por uma universidade americana realça a importância dos chips nos animais de companhia, quando estes se perdem, mostrando como a colocação destes dispositivos tem permitido aumentar exponencialmente o número de animais que retornam às suas casas.

O estudo foi realizado por uma equipa liderada por Linda Lord, professora de medicina veterinária da Ohio State University, e foi recentemente publicado no Journal of the American Veterinary Medical Association.

De acordo com os resultados obtidos, o número de gatos que regressam a casa aumentou cerca de 20 vezes. Já em relação aos cães, o número de retornos cresceu cerca de duas vezes e meia, relativamente aos números anteriores.

Estes dados são obtidos em abrigos que fazem a recolha de animais em 23 estados e em 53 instituições. A comparação é feita com dados anteriores, onde a referência era o número de telefone e a morada do proprietário na coleira dos animais.

Nos Estados Unidos ainda não é muito frequente os animais terem microchip, mas os números demonstram o sucesso que este tipo de aparelho pode ter na procura dos donos pelos animais de companhia, quando estes se perdem.

Mesmo assim, este estudo demonstrou algumas lacunas, já que parte significativa dos animais identificados - cerca de 10% - não pôde ser entregue aos donos, por os números de telefone estarem errados, ou porque os donos mudaram de número e essa alteração não foi comunicada aos serviços de registo.

As 53 instituições que colaboram com este estudo fazem, por protocolo, um varrimento de chip a todos os animais que acolhem e, nos animais identificados, mais de 70% dos donos pretendiam ter os seus animais de volta.

Este estudo decorreu entre Agosto de 2007 e Março de 2008 e envolveu 7704 animais aos quais foram implantados chips e que foram parar a algum destes abrigos.

Outro factor a ter em conta, segundo o estudo, é a dificuldade em identificar os chips em alguns animais. Se é verdade que mais de 87% dos casos foi de imediato possível identificar o chip aquando da recepção dos animais, cerca de 10% só foram descobertos na consulta veterinária a que todos os animais são sujeitos quando chegam aos abrigos, e cerca de 2,5 % numa última tentativa de identificar um chip quando os animais já iam para abate, por ninguém os reclamar ou não terem sido adoptados. Como esta dificuldade pode ser dos aparelhos de scanner das instituições envolvidas, depois de terem sido recolhidos os dados foi aconselhado às instituições envolvidas que rastreassem os animais várias vezes, na tentativa de aumentar o número de animais identificados.

Foi também solicitado aos veterinários que, nas consultas anuais aos animais que observam, façam sempre um varrimento ao chip para aferir os dados do animal e confirmá-los com o respectivo dono, e para alertarem os donos para a necessidade de fazerem a alterações dos dados sempre que mudem de casa ou de telefone.

Em resultado do estudo, foi também criada uma base de dados nacional para todos os animais com chip, para permitir um mais fácil acesso aos dados do dono sempre que algum animal seja encontrado.

Apesar de o número de animais identificados com chip estar a aumentar nos Estados Unidos, a verdade é que só 1,8 % dos animais que entraram nos abrigos usava este sistema de identificação. Estima-se que só cerca de 5 % de animais de companhia nos Estados Unidos, entre cães, gatos e cavalos, estarão identificados com chip.

Numa tentativa de aumentar o número de animais identificados com chip, muitas das entidades que colaboraram com este estudo instalam-nos gratuitamente nos animais que vão ser dados para adopção, quando estes encontram uma família que os acolha.


Notícias
2014-12-18 Estados Unidos
Nos Estados Unidos, um cão que estava indicado para eutanásia por se encontrar paralisado foi adoptado e hoje, passado dois anos, é um caso de sucesso, tendo conseguido recuperar duma forma que ninguém acreditava ser possível.
Filtros: Cães
2014-12-18 Portugal
O Jardim Zoológico acaba de receber dois exemplares de Lince-ibérico, no âmbito do projecto de conservação desta espécie, em parceria com Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). Este é o felino mais ameaçado do mundo.
2014-12-16 Portugal
Depois de muitos anos em que o felino mais ameaçado do mundo não foi visto em liberdade em Portugal, o primeiro casal criado em cativeiro foi hoje libertado, ainda que de forma controlada, para que brevemente possa percorrer montes e vales e criar descendência, garantindo a esta espécie ameaçada um futuro em liberdade total.
2014-12-10 Portugal
A Câmara Municipal da Maia divulgou uma proposta de investimento de cerca de 100.000 euros para a melhoria das condições dos animais errantes que acolhe e que ONG`s locais também acolhem com a colaboração da edilidade.
2014-12-10 Estados Unidos
É raro um gato com uma tão grande deficiência sobreviver tanto tempo. Frank and Louie viveu 15 anos e aos 13, em 2012, tornou-se notícia a nível mundial por ser recordista entre os gatos com este tipo de deformação.
Filtros: Gatos
2014-12-10 Equador
Quando quatro amigos de nacionalidade sueca decidiram participar numa ultramaratona, na floresta amazónica do Equador, estavam longe de imaginar quão duro era o seu desafio, mas chegaram ao fim e levaram para casa um troféu que nunca esperaram.
Filtros: Cães
2014-12-10 Espanha
Um homem invadiu, no último sábado, o recinto dos leões no zoo de Barcelona. Foi retirado com vida do local e levado para um hospital local, onde se encontra internado em estado crítico. O homem, de 45 anos, vestia na altura um uniforme tipo militar e tinha às costas uma mochila e, sem que nada o fizesse prever, de repente saltou para a zona onde os leões habitam e dirigiu-se na sua direcção.
2014-11-30 Suíça
Podíamos estar a falar de alguns países asiáticos, onde o consumo de carne de gato e, principalmente, de cão é aceite de forma natural, apesar de estar a ser reduzido nos últimos anos. Mas não, trata-se mesmo da Suíça, na Europa, e estima-se que cerca de três por cento dos suíços consome carne de gato e cão em alturas especiais, como no Natal.
2014-11-30 Estados Unidos
Ao longo dos tempos, a amizade entre cães e humanos tem tido mostras impressionantes de fidelidade, lealdade e dedicação. Como este caso, que aconteceu nos Estados Unidos, de um cão percorreu mais de 30 quilómetros atrás da ambulância que transportava o seu dono até um hospital.
Filtros: Cães
2014-11-30 Estados Unidos
Um dos mais estranhos e raros peixes conhecidos, o Demónio-negro-do-mar, também conhecido como peixe-diabo-negro, (Melanocetus johnsonii), foi filmado e capturado no seu habitat por investigadores do Instituto de Investigação do Aquário de Monterey Bay da Califórnia.
Filtros: Peixes


Truques & Dicas
Publicidade



Galeria fotográfica

Classificados
Braga, Portugal
Cachorros Castro Laboreiro
São Paulo, brasil
canil menorah em clima de nata
Leiria, Portugal
Cachorros Bulldog Ingês

Animais * Clix
Contacto
Login
Privacy policy